5 nov · Paula · No Comments

O que fazer em Veneza

 

Perca-se. Este é o mandamento número 1se você for  a Veneza. Não importa o quanto você circule: quando resolver seguir o fluxo de visitantes, você sempre vai chegar à Piazza San Marco, uma das mais famosas praças europeias.
A cidade nasceu no século VI com as invasões bárbaras na Europa, e se tornou uma potência comercial marítima no século X – a Sereníssima República de Veneza. Hoje Veneza exala charme e história em cada um de seus palácios, vielas e quase 180 canais e mais de 400 pontes. Tudo isso na ilha principal de um arquipélago  no nordeste da Itália.
Não há ônibus nem carros por lá: existem as barcas que fazem o transporte público pelo Grande Canal (chamadas de vaporetto), barcos particulares e as gôndolas turísticas, com seus gondoleiros cantores – inspiração para tantos casais apaixonados pelo mundo.
Veneza inspirou também muitos  artistas: como o compositor Vivaldi, o escritor Tomas Mann (no clássico Morte em Veneza) e tantos artistas no periodo da renascença que encontraram ali poderosas famílias  dispostas a financiar a arte.

Passeio de gôndola

O itinerário básico dura uma hora e segue pelo Grande Canal, que serpenteia pelo meio da ilha. Quem enjoa fácil do balancinho das águas ou quer um programa mais alternativo, melhor fugir da rota básica e seguir pelos canais do interior da cidade, mais pacatos e curiosos.

O tour fica mais caro (e também mais romântico) se for feito à noite. Em dias de muito calor, este é o período do dia ideal para o passeio, aliás. E ainda dá para escolher se você quer um gondoleiro cantor ou um que seja apenas “chofer”. Para um pouco mais de glamour, inclua no programa uma garrafa de champanhe.

Piazza San Marco

É o coração de Veneza. Famosa pela espetacular fachada da Basílica de San Marco e pela maior concentração de pombos que a maioria de nós já viu na vida. No último novembro de 2012, a praça também tomou os jornais do mundo por causa de uma enchente, resultado da maré alta que os venezianos costumam chamar de Acqua Alta.

Quando estiver lá, três edifícios não podem passar batido. Os dois primeiros são as torres dell’Orologio, do século 14, e Campanile, reconstruída no século 20 com base em projeto do século 16. Nesta, pegue o elevador que leva ao topo para fazer os melhores cliques de Veneza. Já a Basílica de San Marco, do ano 1063, é daquelas onde a dúvida nunca termina: é mais bonita por fora ou por dentro? Fazer os tours guiados ali dentro é uma boa ideia.

Gallerie dell’Accademia e outros museus
A Accademia é o principal museu de Veneza, com obras que cobrem o período entre o século 14 e o século 18. Fique atento às obras-primas do renascentista veneziano Tiziano e do maneirista Tintoretto.

Outros dois museus da cidade merecem visita. O Ca’Rezzonico já foi uma mansão aristocrática, e hoje está aberto à visitação e dedicado às artes decorativas e ao mobiliário. Já o Peggy Guggenheim ocupa com obras contemporâneas um palácio do século 18. Marcel Duchamp, Pablo Picasso, Kandinsky e Mondrian fazem parte da coleção.

Para conhecer mais sobre os passeios em Veneza , que é o segundo destino mais procurado da Itália, depois de Roma, escreva para nós! Todos os nossos passeios são com guias profissionais falando em  português: contato@mariottiniviagens.com

MARIOTTINI VIAGENS


Do coração de Florença para o mundo… explore, sonhe,descubra as maravilhas da Toscana e de toda Itália.

MARIOTTINI VIAGENS

Phone: +39 347-3423874
+55 1132802270
Mail: contato@mariottiniviagens.com

CNPJ 17.580.290/0001-92


Confira os certificados da Mariottini Viagens!

PARTNERS

© Copyright 2013 Mariottini Viagens - All Rights Reserved